Vodafone IA

IA vai exigir nova estratégia de talento e recursos humanos

Business Intelligence Inteligência artificial

Elvira González, que lidera o departamento de insights do grupo Vodafone, diz que este é o momento das empresas agirem

As empresas enfrentam “níveis sem precedentes de disrupção” devido à digitalização da economia, diz Elvira González, líder do departamento de insights da Vodafone. O que isso significa para o futuro dos negócios é algo que irá abordar na Vodafone Business Conference – A Caminho do Futuro, quando apresentar a 3ª edição do Barómetro de Tendências da operadora.

“As organizações que estão a começar a integrar automação e IA nos seus processos precisam de criar uma estratégia que se foque nos benefícios que trará tanto aos empregados como ao negócio”, diz. “Tornar os negócios à prova de futuro é mais que implementar novas tecnologias, é preparar os empregados e a infraestrutura para adaptarem e abraçarem um futuro mais automatizado.”

A questão é central na chegada da IA às empresas. González diz que a automação vai simplificar tarefas e oferecer uma “melhor experiência” aos empregados e “melhor serviço” aos clientes. “Os líderes de negócio têm de criar uma nova estratégia de recursos humanos que ponha o desenvolvimento e crescimento dos empregados no centro de um mundo cada vez mais digital”, afirma.

Internamente, a Vodafone usa o assistente virtual IA TOBi para ajudar com perguntas frequentes “enquanto os trabalhadores mais experientes se concentram em problemas mais sérios”, e aplica IA a decisões de negócio, “usando a tecnologia para analisar dados e fornecer insights.”

A sua perspetiva é otimista, mas realista. “Para desbloquear o verdadeiro potencial da inteligência artificial, os humanos e as máquinas têm de trabalhar juntos de forma positiva”, acredita. “A IA deve ser percebida como uma oportunidade para todos, e não como uma ameaça.”

Saiba mais em http://vodafonebusinessconference.dinheirovivo.pt

VDF_Business_Conference-05
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

(João Silva/ Global Imagens)

Há quase mais 50 mil imóveis de luxo a pagar AIMI

Angela Merkel e Donald Trump. Fotografia: REUTERS/Kevin Lamarque

FMI corta crescimento da Alemanha, mas Espanha ainda compensa

Outros conteúdos GMG
IA vai exigir nova estratégia de talento e recursos humanos