Dinheiro Vivo TV

Portugal investe 11 milhões por ano na Web Summit

A carregar player...

António Costa, primeiro-ministro, anunciou esta manhã na conferência da Web Summit que Portugal vai investir 11 milhões por ano, durante dez anos.

O investimento total será de 110 milhões de euros, para a permanência do evento em Lisboa, e será repartido sobretudo entre o Governo e a autarquia lisboeta. A cláusula de rescisão é de 340 milhões de euros por ano.

“A Web Summit é muito mais do que os 30 milhões de receita fiscal”, disse o primeiro-ministro, referindo-se ao fator de atração do País para “empresas altamente tecnológicas” e para emprego qualificado. Este evento, cuja edição de 2018 decorre entre 5 e 8 de novembro na FIL e no Altice Arena, “é muito mais do que ter um motivo de atração para o turismo em Portugal”, uma vez que é “capaz de projetar o país como um país da inovação e da tecnologia”.

“Deve-se apostar em Portugal, não é por Portugal estar na moda, é porque Portugal mudou, está a mudar e vai continuar a mudar”, frisou António Costa.

A capital portuguesa vai mesmo ser a casa da Web Summit por mais uma década. O evento que nasceu em Dublin (Irlanda) – e que se transferiu para Lisboa em 2016 – vai ficar até 2028, confirmou o governo português e a organização, num evento que decorre esta quarta-feira em Lisboa, na Altice Arena.

No ano passado, esta cimeira reuniu em Lisboa cerca de 60 mil pessoas de 170 países, das quais 1.200 oradores, duas mil startups, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

Fernando Medina, presidente da câmara de Lisboa, disse na conferência de imprensa desta quarta-feira que a Web Summit vai tornar Lisboa na capital da inovação. Também o fundador da Web Summit, Paddy Cosgrave, manifestou o seu agrado por o evento permanecer na capital portuguesa. “No fim, o meu coração está em Lisboa, espero construir um futuro incrível aqui.”

Web Summit - media partner
Comentários
Outras Notícias que lhe podem interessar
Hoje
(REUTERS/Tyrone Siu/File Photo)

Portugal é campeão na venda de carros elétricos, mas falta rede de carregamento

Huawei | Google | Android

Smartphones Huawei vão ser atualizados, garante a marca

Fotografia: Pedro Rocha/ Global Imagens

Taxa turística já rende 30 milhões às câmaras. É uma subida de 56%

Outros conteúdos GMG
Conteúdo TUI
Portugal investe 11 milhões por ano na Web Summit